Artigo de Opinião: “Governo de Inovação” (Revista SPOT)

Governo de Inovação

Por Bruno Silva

Finalizada a campanha eleitoral, e conhecidos os resultados eleitorais, já sabemos que Portugal terá condições para manter estabilidade governativa nos próximos 4 anos, tendo António Costa a possibilidade de executar 10 anos de Governação em Portugal, numa altura importante para o país onde é necessário finalizar o Portugal 2020, e arrancar em força com o PRR – Plano de Recuperação e Resiliência e o Portugal 2030.

Os Portugueses demonstraram que pretendem estabilidade governativa e também demonstraram que pretendem que o Governo não continue a depender de extremismos políticos que têm impedido o nosso país de aliviar alguma carga fiscal nas empresas e nas famílias, bem como também de lançar um programa ainda mais intenso de aposta nas qualificações dos portugueses e de investimento na inovação e na internacionalização da economia, continuando a manter ao mesmo tempo o devido equilíbrio ao nível do deficit do estado e da dívida pública.

Recursos financeiros para o investimento estatal e privado nas diferentes áreas apoiadas pelo PRR e pelo Portugal 2020, onde se destaca a transição energética e a transição digital, não vão faltar. Aliás, Portugal vai receber até final desta década a maior tranche de fundos comunitários alguma vez recebidos pelo nosso país. Nesse sentido, mais importante do que a quantidade de recursos disponíveis para investir será determinante a qualidade dos investimentos que o nosso país vai realizar.

Será nos critérios de meritocracia na atribuição dos fundos, na sua execução e na sua posterior fiscalização que vai estar o cerne da questão, seja qual for o governo. Esperemos que a história demonstre que esta não será uma década perdida, e que não seremos ultrapassados por mais países da UE nos próximos anos.

“A história explicará”. Esta foi uma das afirmações mais marcantes da campanha eleitoral. e esperemos que, para o nosso bem comum, a história faça um bom retrato dos próximos 4 anos de governação de António Costa, com maioria absoluta, algo que já tinha acontecido com a AD (PSD/CDS/PPM) de Francisco Sá Carneiro, em 1979 e 1980, com Cavaco Silva (PSD) em 1987 e 1991 e também com José Sócrates (PS) em 2005. Resta saber como os livros de história vão relatar esta 6ª maioria absoluta que irá vigorar de 2022 até 2026.

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor, Formador e E-Formador, desde 2009, em projectos financiados e não financiados como é o caso de projectos conjuntos formação – acção (AEP, IAPMEI, CAP, AIP, CTP, CCP), projectos individuais SI Qualificação / Inovação / Internacionalização (QREN e P2020),  Empreendedorismo no Feminino (CIG), Cursos de Especialização Tecnológica, Formações Modulares e de Vida Activa, entre outro tipo de projectos, na InnovMark, colaborando em parceria com Instituições de Ensino Superior, Associações Empresariais e de Desenvolvimento Regional, Entidades de Consultoria e de Formação Profissional DGERT.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Responsável de Marketing (Community Manager), desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 90.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Cronista desde 2006 no Portal Inovação & Marketing, Revista Inovar-te, Portal AEP, Revista Brasileira de Administração, Revista Farmácia Distribuição, E-Go-Marketing, Revista Portugal Inovador (Jornal Público), RTP2, Marketing Farmacêutico e Revista SPOT.

# Fundador e Responsável de Marketing (Community Manager), desde 2013, do “Dish Mob Portugal“, movimento cívico que promove o espírito “Dish Mob”, sendo um movimento nacional importante na promoção do networking e de aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo de base local, com cerca de 40 eventos realizados a nível nacional.

Licenciado em Gestão (Pré-Bolonha) (Univ. Minho – 2004), Pós-Graduação em Marketing (IPAM – 2006), Mestrado (Parte Curricular) em Gestão da Inovação, Tecnologia e Conhecimento (Univ. Aveiro – 2007) e Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica (Univ. Aveiro – 2007)

Experiência nas seguintes temáticas: Gestão de Empresas, Inovação, Empreendedorismo, Marketing, Vendas, Comunicação de Marketing, Marketing Digital, Marketing em Social Media, Marketing Inovador, Internacionalização, Marketing Internacional, Negócios Internacionais, Recursos Humanos, Coaching Comercial, Coaching a Empreendedores e a Executivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.