No On-line: Continente, Worten e Vobis

O meu interesse pelo mundo on-line não é de agora. Esta área sempre me interessou, tal como outras, e desse modo nao terá sido de estranhar que tivesse sugerido esta temática para um projecto académico de investigação aplicada. Esse projecto focalizou-se nas áreas do Web-Marketing, E-Business e E-Commerce tendo como alvo de estudo o Continente Online.

A partir do momento em que a investigação foi iniciada ficou claro de que era possível obter resultados melhores do que aqueles que estavam a ser alcançados. Após cerca de um ano de investigação apresentou-se uma proposta de valor multi-canal, muito mais agressiva e abrangente daquela que vinha sendo adoptada pela Modelo e Continente SA e Sonae.com.

Os decisores dessas organizações acabaram por ter conhecimento da proposta de valor defendida nesse projecto de investigação académica, e se tivesse sido integralmente aplicada certamente teria sido uma pedrada no charco no mercado online português.

Tal não aconteceu, talvez pelo facto de as organizações em Portugal ainda sentirem algum receito na implementação de inovações disruptivas, preferindo jogar pelo seguro através da implementação de pequenas inovações incrementais. Restou na altura a satisfação de o projecto ter recebido um excelente feedback por parte do meio acadêmico onde foi apresentado.
Por mera curiosidade tenho seguido à distância a evolução do Continente Online, como também a evolução da presença on-line da Worten e Vobis, lojas online que na nossa opinião deveriam estar muito mais integradas com o Continente Online e com os canais de distribuição físicos, num sistema global de venda cruzada.

Apesar de a proposta mais arrojada não ter sido implementada, tenho notado que alguma coisa tem sido feita, principalmente na área da comunicação integrada de marketing, já que existiam várias situações críticas que necessitavam de urgente melhoria.

Observando-se a evolução dos projectos on-line em questão,

verifica-se que existiram progressos assinaláveis tendo todos os projectos aumentado consideravelmente a base mínima de visitantes, e mais importante do que isso, é possível observar-se aumentos de 200% a 500% no número de páginas visitadas. Já na altura era defendido que o sector com maior potencial de crescimento correspondia à gama de produtos da Worten, não sendo de estranhar que esse tenha sido o projecto que maior progresso alcançou.

É sempre agradável verificar que as ideias tinham a sua razão de ser, e pelo menos poderão ter servido para gerar um “abanão” nos projectos on-line em questão. Mas mais importante que isso, corresponde à constatação de que a transferência de conhecimento e sua aplicação pode gerar valor.

Se foi possível observar este fenómeno numa das maiores organizações do país, então isso será sinal de que as organizações de todos os sectores de actividade, principalmente pme´s, deverão começar a dar maior importância à obtenção de conhecimento relevante nas áreas críticas do seu negócio, de forma a inovar e a alcançar elevados níveis de competitividade.

Sobre o Autor

Bruno Silva

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, IEFP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 70.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que está a transformar-se num dos principais movimentos nacionais de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo.

– Licenciatura em Gestão pela Universidade do Minho.
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School.
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business para PME´s, e também Pedagógica de Formador.

3 thoughts on “No On-line: Continente, Worten e Vobis

  1. Também acreditamos que obter conhecimento relevante e compartilhar conhecimento são movimentos não só importantes, mas imprescindíveis para o crescimento de qualquer negócio!

    Seu blog é muito interessante, voltaremos mais!

    Grande abraço,

    Rebecca Monteiro

    Assessora de Comunicação
    Quantum Tecnologia & Gestão Empresarial

  2. Olá Rebecca e Bruno!

    Bem vindos ao Inovação & Marketing.

    Alguns dos desafios desta nova era da sociedade da informação/conhecimento, dizem respeito à gestão do conhecimento e sua posterior aplicação e geração de valor.

    É nesse processo que as organizações poderão diferenciar-se das demais e melhorar a sua competitividade.

    Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.